Saci Pererê Versus Papai Noel

"Papai Noel? Que história ridícula! Não acredito em Papai Noel! Um velhinho gordo, com um saco enorme, descendo pelas chaminés, entregando presentes! Que casa no Brasil tem chaminé!"

Foi o que me disse o Saci Pererê, assim que baixou no meu quintal. Concordei com ele mas disse para ele pegar mais leve com relação ao Papai Noel, afinal, mesmo sendo uma lenda, um mito, ele representa uma época em que o ser humano tenta ser um pouco melhor. Se consegue ou não é outra coisa. Haja visto que, na véspera de natal, para se vingar da esposa, um pai espancou e jogou o filho no rio Pinheiros.

E o Saci Pererê me provocou, perguntando sobre o meu pedido ao Papai Noel caso ele
existisse.

Pensei... Pensei... E disse a ele que tinha um sonho: ver o povo fazer em frente a uma
Assembléia Legislativa, ou do Judiciário, ou Câmara dos Vereadores, após um aumento de
salários dos deputados feitos na surdina, ou a absolvição de algum colega partidário após
mais um imenso escândalo:

A véspera de um jogo contra o Fluminense, válido pela penúltima rodada do Campeonato
Brasileiro, foi marcada por protestos de torcedores do Palmeiras. E assim seguem os
torcedores. O time perde duas partidas e eles já tentam invadir a sede do clube, pleiteando
melhores resultados.

O que eu pediria para o suposto Papai Noel seria o seguinte: que, de hoje em diante, todos
os brasileiros agissem como torcedores em relação aos nossos representantes políticos. Tem brasileiro que não exige que seu vereador coloque iluminação em sua rua, esgoto em seu bairro, mas não hesita em protestar na sede do clube diante de duas derrotas consecutivas.

Algo como ir à frente da Câmara dos Vereadores, dos Deputados Estaduais e Federais, com bandeiras, rojões, megafones e protestar, com o mesmo ímpeto com o qual invadem a sede de seus times, cada vez que a podridão exalasse seu cheiro nas entranhas da política brasileira.

"Pamonha, pamonha, pamonha! Bancada sem-vergonha!"

"Não é mole não. Se roubar, não ganha outra eleição!"

"Não é mole não! Esse vereador é a vergonha da nação!"

"Ô, seu deputado, se não trabalhar, o pau vai quebrar!"

"Tá tudo fodido! Com esse candidato, quem precisa de bandido?"

"Seu deputado, cê tá fodido, não cumpriu com o prometido!"

"A gente gosta é de bater nos corrupto;
De dar porrada e de dar paulada;
A gente bate,bate,bate forte e não quer parar;
Porque político tem é que trabalhar."


"Eu votei porque acreditei,
Meu eleito vai ter que trabalhar
Pro bem do povo que eu sei
se não dou porrada pra valer!"


Diante desse pedido, o Saci me disse que eu até poderia acreditar no "bom velhinho". OI
problema seria ele acreditar em mim.

Axé!


__________________________________________________________________________







Rogério de Moura cineasta negro brasileiro / Dogma Feijoada / Cinema Negro brasileiro / Bom Dia, Eternidade / Velhos, Viúvos e Malvados / Roteirista Negro / Cultura Afrobrasileira / Racismo / Negro no Brasil / Negro Brasileiro / Consciência Negra / Zumbi / Palmares / Zezé
Motta / Eduardo Silva / Mário Carneiro / Como Ser Negro no Brasil e Não Pirar / Waldir Onofre / Negro no Cinema / Grande Otelo /  Zózimo Bulbul / Jovem Preto Velho / Doutor Zumbi / Zumbi dos Palmares / A Revolta do Videotape / Rogério Moura / Amor de Mula / Um Homem Qualquer / O Moleque / Pelé / Jardim Beleléu / Machado de Assis / Lima Barreto

0 comments:

Postar um comentário